COMPARTILHE
Reprodução / Mi Oriente

O Brasil acordou ou nem dormiu com a notícia do acidente com o voo da Chapecoense. E Gravataí também sente a dor, com um atleta natural da cidade entre os mortos.

O zagueiro da equipe de Chapecó tinha 32 anos e teve passagens pelo Internacional, Fluminense, times da Espanha, Emirados Árabes e chegou neste ano na Chapecoense.

Reprodução / ACF
Reprodução / ACF

O acidente ocorreu no início da madrugada, no horário de Brasília. A equipe embarcou em São Paulo em voo comercial até Santa Cruz de la Sierra na Bolívia. Lá embarcou em um voo fretado da empresa La Mia até Medellín.

Na cidade de La Ciera, uma suposta pane elétrica atingiu a aeronave e perdeu sua comunicação com as torres.

Pelo menos 76 mortos são contabilizados pelas equipes de resgate entre jogadores, integrantes da comissão técnica, diretoria, convidados e imprensa.

Publicidade