COMPARTILHE
Triunfo Concepa / Divulgação / Vale7

O fim do pedágio em Gravataí, já tem uma data marcada. 4 de julho. É a data oficial do término do contrato da Triunfo Concepa como administradora da BR-290, trecho da Free Way.

O Ministério dos Transportes está estudando como será a nova gestão da rodovia Osório / Porto Alegre, com passagem pelas três cidades do Vale do Gravataí.

Uma das alternativas é a prorrogação do contrato por mais dois anos com a Triunfo Concepa, possibilidade essa que já consta no contrato em vigor.

Com o término do contrato, a rodovia ficará sem a cobrança do pedágio, manutenção, socorro mecânico e médico.

O DNIT, em nota, destaca que um caso único está sendo analisado para Free Way, com o apoio da ANTT  e nenhuma decisão será tomada sem as análises e comunicados oficiais ao país e principalmente aos moradores do Vale do Gravataí, pelo Ministério dos Transportes.

Manutenção da Rodovia

O DNIT abriu um edital de contratação emergencial para manutenção na Free Way. O documento será lançado em abril. O DNIT também informa que nenhuma obra, exceto emergencial, será realizada até uma definição oficial do Ministério dos Transportes.

Mudança do Local do Pedágio

Um dos pontos mais questionáveis sobre o contrato vigente é o local onde a praça de pedágio está. Segundo informações de Brasília, no novo contrato será exigido a transferência do local do pedágio. A nova localização é no km 59, imediações da GM.

No entanto, isso será feito após o segundo ano de contrato, ou seja, previsão é de 2020.

Vias Laterais

As vias laterais, assunto discutido pela Prefeitura de Gravataí com o DNIT e o Ministério dos Transportes, não irá constar no contrato com a nova concessionária. Pelo menos, até o momento, não é previsto.

Uma reportagem em novembro de 2015, destacava um acordo entre Prefeitura de Gravataí e ANTT para construção das vias laterais entre Porto Alegre até o Barro Vermelho, em Gravataí.

Nova Concessão

O Ministério dos Transportes também informou que duas praças são previstas na Free Way (Gravataí e Santo Antônio da Patrulha) com contrato de 30 anos.

Publicidade