Reprodução / Site

A edição desta sexta-feira (24), do Jornal do Comércio, traz uma reportagem assinada pelo repórter Guilherme Daroit, que destaca uma decisão judicial proferida no TJ-RS, em que o MGrupo foi afastado do comando do Shopping Gravataí.

A reportagem do Vale7 tentou contato com a assessoria de imprensa do MGrupo, mas até o fechamento da reportagem, não obteve respostas.

O texto destaca que a ação impetrada pela Ápice Securitizadora, que é credora do MGrupo, foi deferida na tarde de ontem no Tribunal de Justiça em Porto Alegre.

Foi nomeada a empresa Pro-Overseas, pela decisão judicial, para administrar o centro comercial de Gravataí. A empresa já administra outros três shoppings do MGrupo, com situação semelhante, em Bento Gonçalves, Santa Cruz do Sul e Xangri-Lá.

O administrador será Eduardo Oltramari, superintendente do Shopping Total em Porto Alegre.

A reportagem completa, você confere aqui. A imprensa estadual, também repercute a decisão judicial, da tarde desta quinta-feira (23).

Inadimplentes

Ontem, uma nota divulgada pelo MGrupo, destacou que uma lista está sendo feita para divulgar os clientes inadimplentes do empreendimento de Gravataí. A lista, segundo a nota, será divulgada para imprensa, justiça e representantes, com urgência. Nenhuma data foi divulgada no comunicado.

União dos Lojistas

Os lojistas desde o corte de energia, buscam soluções para os impasses. Um escritório de advogacia foi contratado para representar os clientes e buscar alternativas para o caso.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorMGrupo emite nota e diz que vai revelar inadimplentes
Próximo artigoMadrugada de homicídios em Glorinha e Gravataí
Apresentador de rádio nas emissoras da Rede Pampa de Comunicação. @kleriton

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite um comentário!
Por favor informe seu nome