Marina Caminada/Band

Olá, eu sou Diego Pereira e a partir de hoje, 29, escrevo neste espaço sobre cultura POP, música e o que gira ao entorno da febre mundial de entretenimento.

Um dos mais ilustres atores de Gravataí está conosco nesse primeiro post da coluna ValePOP. Tive o prazer de conversar com Diego Becker, que possui no currículo (além de curtas metragens, peças de teatro e comerciais de TV) participações em novelas da Rede Globo e no Pânico na Band.

Natural da Aldeia, mudou-se para o Rio de Janeiro em 2001 para se dedicar ao teatro, onde aos poucos viu a recompensa de seu empenho. Diego integrou grupos de teatro como os ‘Avacalhados’ e os ‘Improvisáveis’, onde viajou o país lotando salas (inclusive o teatro do Sesc Gravataí) e trabalhando ao lado de artistas como Tatá Werneck e Rafael Infante.

Na TV, Diego participou de quadros no programa Quinta Categoria na MTV e na Globo fez pontas na teledramaturgia do horário nobre, entre elas ‘Duas Caras’, ‘Salve Jorge’, ‘Amor à Vida’ e ‘Em Família’.

Atualmente, integra o elenco do ‘Pânico na Band’. No programa, cresceu muito desde sua estreia em 2014, do assistente de palco Paniquieto, foi ganhando visibilidade e hoje já interpreta diversos personagens que ganharam o carisma da audiência, entre eles Angola Maria, Paola Cassarolha, Agnaldo Te Mostro e Paula Ayala.

Carismático, o ator se disponibilizou a nos responder algumas perguntas sobre sua vida pessoal, profissional e ainda deu dicas para quem também sonha em seguir no ramo da atuação. Confira:

#ValePOP: Você se mudou de Gravataí em 2001, sei que voltou algumas vezes pois possui familiares e amigos aqui, fora isso, o que mais sente falta em nossa cidade?

Diego Becker: Sempre que posso estou por aí. Sinto falta do aconchego familiar, da comida de meu pai e dos carinhos de minha mãe, fora isso sinto falta de comer um belo Xis e é claro nosso churrasco, não tem igual.

#ValePOP: Dos diversos e distintos personagens marcantes que você apresentou, qual foi o seu favorito?

Todos são marcantes para mim, amo o que faço e me dedico por inteiro em cada projeto, mas tenho alguns específicos que confesso serem preferidos, o Nataniel da peça REBÚ (Texto: Jô Bilac; Direção: Vinicius Arneiro), a Paula Ayala do Pânico e no espetáculo “Pouco amor não é amor” fazia vários personagens e amava todos, enfim e aguardo o próximo que vier!

#ValePOP: Ainda possui no seu convívio amizades com ex colegas de trabalho pelos projetos em que participou?

Claro, meus maiores amigos, tirando minha família e amigos de infância, são meus parceiros de trabalho, de cena, seja do Teatro ou da TV.

#ValePOP: Outros jovens aqui da região possuem o sonho de atuar e ter seu trabalho reconhecido assim como você teve. Você que cresceu aqui, poderia dar algumas dicas para essa futura geração de atores que estiverem nos lendo?

Bom, sugiro que tenham uma leitura de peças de teatro, livros relacionados a arte e teatro, além disso observar o outro e tirar proveito disso é um bom laboratório.
Existem escolas gratuitas ou com preços baixos, cursos e workshops em POA e Gravataí é só procurar e ir a luta… Quem quer, alcança seus objetivos sejam eles quais forem.

#ValePOP: O nosso portal Vale7 está se reinovando. No ramo de atuação isto é recorrente a cada despedida de personagem, o que você poderia dizer para aconselhar a nós e aos seus admiradores que também estão nessa fase de mudanças?

Para uma renovação é bom sempre buscar a sua essência, o que você é, quem é você e o que você quer, com essas 3 questões conseguira definir seu eu e assim buscar mudanças.

#ValePOP: Além do Pânico, você possui outros trabalhados paralelos.. Conte-nos sobre essa conciliação de projetos e sobre seus planos daqui pra frente…

Hoje em dia viajo muito, seja para gravar ou para me apresentar, o que faz com que fique sempre fora da rotina, ás vezes isso é uma maravilha, ás vezes nem tanto.. Atualmente estou com o Pânico e com meu solo de humor, esporadicamente faço apresentações com outros projetos como o “Em caixa de 4” e o “Rindo na Crise”, mas pro segundo semestre podem aguardar muita coisa nova, peças teatrais com Evandro Santo, Andre Pateta, Clara Lyrio e etc …

#ValePOP: Podemos lhe esperar por aqui apresentando futuros projetos?

Sim, com certeza podem esperar e não será muito tempo, minha irmã (Renata Becker) é produtora local, e agora em agosto estarei por aí com mais 3 companheiros de trabalho (Sill Esteves, Andre Pateta e Fabio Nunes) apresentando nosso espetáculo de humor “Em caixa de 4”.

Agradecemos pela colaboração do Diego e do seu assessor Tadeu Castro e desejamos cada vez mais sucesso em suas jornadas.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorDireto ao Ponto 29.05 | Uma mudança necessária
Próximo artigoSogil comemora 63 anos de história
Antes de estar aqui no Vale7, me aventurei como newposter e social media do Portal POPLine, que hoje é o site de música mais bem sucedido do país, posteriormente idealizei o blog Diibep também do ramo de entretimento, além de pequenas colaborações em artigos e colunas em alguns websites, buscando sempre estar ligado e atualizado na cultura pop. Como colunista, estarei explorando o lado pop e cultural da região, através de notícias,  resenhas, entrevistas entre outras formas de trazer aos leitores a informação e o conhecimento sobre assuntos que se encaixem na temática.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite um comentário!
Por favor informe seu nome