SECOM / PMC

O projeto Cachoeirinha Digital foi apresentado na última semana pelo Gabinete Integrado. A estratégia prevê a utilização das imagens de câmaras privadas e municipais para o monitoramento da rotina na cidade.

De acordo com o secretário de Segurança e Mobilidade Marco Aguirre Gouvêa, as informações colhidas vão subsidiar o trabalho das forças de segurança. Todo o monitoramento estará concentrado no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC). “Com isso, passaremos a atuar de forma imediata, em consonância com a Guarda Municipais, os Agentes de Trânsito, Brigada Militar e Polícia Civil”, explica.

Através do compartilhamento das imagens colhidas pelas câmaras da comunidade e da Prefeitura, Cachoeirinha dá um passo à frente em relação à segurança. “Este é um modelo colaborativo em que o Executivo articula com a sociedade a vigilância compartilhada, promovendo uma verdadeira revolução na Segurança Pública de Cachoeirinha”, destacou Juliano Paz, secretário municipal de Governança e Gestão, que, na apresentação do projeto, representou o prefeito, Miki Breier.

No Cachoeirinha Digital serão utilizadas as imagens produzidas pelas 14 câmeras da Secretaria de Segurança e Mobilidade que estão em funcionamento. Nas próximas semanas, outras 12 também passam a operar. As informações do dia a dia da cidade serão complementadas com as imagens de câmeras particulares instaladas em postos de combustíveis, lojas, empresas e condomínios, por exemplo.

Para integrar o Cachoeirinha Digital, os interessados devem comparecer à Secretaria de Segurança e Mobilidade, a partir da próxima quarta-feira, dia 30, e preencher o termo de adesão. O endereço é Avenida Coronel João Batista Soares da Silveira e Souza, 130/2° andar, telefone 34695268.

Modalidades
Locação de câmeras: Neste modelo, as empresas instalarão as câmeras mediante locação a ser contratada pelos fornecedores. Os valores variam entre R$ 800 a R$1 mil. O armazenamento das imagens ficará por conta do CICC. Placas de indicação serão colocadas nos locais e a resposta para qualquer crime será imediata.

Aquisição de câmeras: Neste modelo, qualquer empresa, entidade ou morador pode instalar seu sistema de câmeras. O valor mensal fica em torno de R$ 250. Quem optar por este modelo, pode colocar o ponto e o acesso ao que foi gravado nos últimos 30 dias fica à disposição das forças de segurança do município. Ocorrendo qualquer incidente, a empresa, entidade ou morador poderá informar as autoridades. A partir disso, o CICC vai verificar nas câmeras o que está ocorrendo e tomar as medidas necessárias.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorTranscal terá linha para Porto Alegre pela Avenida Protásio Alves
Próximo artigoUnidades de saúde em reformas na Neópolis e São Marcos
Apresentador de rádio nas emissoras da Rede Pampa de Comunicação. @kleriton

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite um comentário!
Por favor informe seu nome