Um relatório produzido pelo Tribunal de Contas da União – TCU e entregue ao Congresso, na última semana, destacou as investigações sobre as obras da quarta faixa da Free Way, executadas pela empresa concessionária, Triunfo Concepa. No relatório, foi apontado que o valor pago, cerca de R$ 241 milhões, teve um acréscimo de R$ 91 milhões.

Em agosto, uma operação foi desencadeada pela Polícia Federal, após indícios de superfaturamento de R$ 100 milhões nas obras de ampliação entre Porto Alegre e Gravataí.

Outro Lado
A empresa concessionária Triunfo Concepa, divulgou uma nota onde reafirma que colabora com todos os questionamentos jurídicos sobre as obras da quarta faixa.

A Triunfo Concepa tem prestado todos os esclarecimentos solicitados pelo Tribunal de Contas da União (TCU), bem como à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), a fim de esclarecer os fatos. Não há decisão do colegiado de ministros do TCU confirmando a ocorrência das supostas irregularidades. Cabe esclarecer que a autorização para a construção da obra da quarta faixa da Free Way, bem como o acompanhamento e fiscalização durante a execução da obra, foram realizados pela ANTT até a conclusão da mesma, no fim de 2015. Todos os fatos envolvendo aprovação e realização da obra são de conhecimento público e das autoridades competentes.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorSaldo após chegada de reforço policial é de quase 60 presos; Seis homicídios foram registrados
Próximo artigoSegunda é dia da Caravana Seja Digital em Gravataí
Apresentador de rádio nas emissoras da Rede Pampa de Comunicação. @kleriton

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite um comentário!
Por favor informe seu nome