Reprodução: Apple

Já faz alguns anos que a Apple segue uma mesma “receita de bolo”, quando coloca iPhones à venda nos Estados Unidos. Ela primeiro vende eles online apenas pelas quatro grandes operadoras de lá e, depois que os estoques começam a se estabilizar, passa a vender também um modelo “SIM-free” (sem associação com operadora nenhuma).

Foi exatamente isso o que aconteceu agora, no lançamento do iPhone X. Já com os iPhones 8/8 Plus foi diferente, pois a Apple sabia que teria estoque suficiente para atender à demanda desde o início; assim, ela já os colocou no mercado com o modelo “SIM-free” disponível para compra.

Mesmo assim, a ausência do modelo “SIM-free” não é lá um grande problema para nós, brasileiros, porque basta comprar qualquer iPhone a preço cheio (full price) na Apple que ele sempre vem desbloqueado para uso em qualquer operadora. Além disso, hoje em dia a Apple Brasil atende em garantia qualquer modelo de iPhone — não apenas os que são homologados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Mas qual era o problema, então? Bem, não havia nenhum “problema” de fato, apenas um… dificultador. Até agora, quem não mora nos EUA e queria comprar um iPhone desbloqueado pelo site da Apple (ou pelo app Apple Store) basicamente só tinha uma opção: T-Mobile.

Isso porque as outras três — AT&T, Verizon e Sprint —, embora também disponíveis para compra em preço cheio, sempre exigiam identificação do comprador pelo seu social security number (que só americanos têm) e/ou detalhes da sua conta para ativação direta com a operadora. Em outras palavras, elas não podiam ser consideradas opções para nós.

Hoje, isso mudou:

Conforme mostra a nossa screenshot acima, no momento em que vamos inserir um iPhone no carrinho, agora é possível optar pela opção “Activate with your Carrier Later” (“Ativar com a sua Operadora Mais Tarde”). Ou seja, pela primeira vez é possível comprar iPhones de qualquer operadora americana também pelo site da Apple — algo que até hoje só rolava presencialmente, nas Apple Stores físicas.

Nós mesmos, quando fomos buscar nossos iPhones X em Orlando há duas semanas, nem tivemos a opção de pegar modelos da T-Mobile quando chegou a nossa vez na fila; eles já tinham esgotado. Optamos, então, pelo da AT&T. Era realmente incoerente a gente poder comprar dela numa boa em loja física, mas online não.

Com esta mudança, a Apple também passa a distribuir melhor a venda desses vários modelos de iPhones pelas quatro operadoras e amplia a possibilidade de consumidores de fora dos EUA conseguirem comprar o iPhone que quiserem sem depender exclusivamente da disponibilidade dos modelos da T-Mobile. Ótima novidade!

COMPARTILHAR
Artigo anteriorAtenção Homens: Consultas e exames gratuitos no shopping, neste sábado
Próximo artigoBoletim de Ocorrência | As últimas ocorrências no Vale do Gravataí
CEO do GPCCOM.com.br, editor de tecnologia no Portal Vale7. Radialista, locutor publicitário. Profissional de TI há mais de 20 anos. Família, sonhador... há, sonhar e acreditar é um dos seus princípios.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite um comentário!
Por favor informe seu nome