EBC

Conviver com a espera por atendimento médico é um drama para milhares de pacientes que dependem do Sistema Único de Saúde (SUS). Neste ano, a fila de espera para cirurgias eletivas chegou a aproximadamente 7.376 somente em Gravataí, cidade do Rio Grande do Sul com a maior fila de espera.

O número da fila de espera em Gravataí é tão alarmante que supera capitais Brasileiras como Porto Alegre, Aracaju, Campo Grande, João Pessoa, Palmas e Recife. Ainda é superior aos números totais de Estados (que compõem uma rede hospitalar maior e população maior que Gravataí), como Tocantins, Rondônia, Paraíba, Alagoas e Maranhão.

Os números foram analisados pelo Conselho Federal de Medicina (CFM). Cirurgias de catarata, hérnia, vesícula e varizes estão entre as mais demandadas pela população que depende da rede pública. “Pela primeira vez o Conselho Federal de Medicina se aproxima do tamanho real da fila por cirurgias no SUS. Ainda que parciais, os números impressionam, já que os estados que prestaram informações representam metade de todo o volume cirurgias efetivamente realizadas na rede pública em 2016“, explica o presidente da autarquia, Carlos Vital.

Mais do que uma busca por informações de caráter eminentemente público, buscamos fazer um exercício de cidadania. Por isso, queremos dar divulgação aos dados, compartilhando-os com outros órgãos de fiscalização, como os Ministérios Públicos Estaduais, inclusive relatando os casos em que os pedidos de acesso não foram atendidos ou foram negado“, destacou o 1º secretário do CFM, Hermann von Tiesenhausen.

Resposta
Ao jornal Zero Hora, o secretário de saúde de Gravataí e procurador do município, Jean Tormann, afirmou que houve um represamento de cirurgias após o início do Governo Sartori, com os atrasos nos repasses. Segundo o secretário, existe um plano na Prefeitura de abrir mão de outros serviços de saúde para agilizar a fila de espera. Ele também cogita uma ação na justiça para recuperar os recursos atrasados pelo Governo do Estado.

Vale do Gravataí
A fila de espera não é um caso exclusivo de Gravataí. Segundo a lista divulgada pelo CFM, Glorinha conta com 104 pessoas aguardando na fila.

Já Cachoeirinha, figura na 22º colocação entre os municípios/fila de espera. Na cidade da Ponte, são 341 pessoas aguardando chamada para os procedimentos cirúrgicos eletivos.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorGravataí registra mais uma chacina; Três mortos e três feridos na Planaltina
Próximo artigoBeneficiários do Bolsa Família de Gravataí devem comparecer na UBS mais próxima
Apresentador de rádio nas emissoras da Rede Pampa de Comunicação. @kleriton

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite um comentário!
Por favor informe seu nome