Pampas Safari / Divulgação

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul derrubou a liminar que impedia a realização de novos abates sanitários pelo Pampas Safari, localizado em Gravataí e desativado desde novembro do ano passado.

Em sua decisão, o desembargador Armínio José Abreu Lima da Rosa revogou a decisão anterior, que estabeleceu multa de R$ 50 mil para cada cervo abatido pelos administradores do parque. A ação civil pública havia sido proposta pelo Ministério Público na Comarca de Gravataí.

Segundo as informações do TJ, o desembargador afirmou que a legislação que proíbe o abate de animais não prevê a preservação de espécies exóticas. Ainda destacou que a questão segue as orientações do Ibama e Secretaria Estadual do Meio Ambiente do Rio Grande do Sul.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorVídeo | Veja como foi o debate sobre os animais do Pampas Safari na Câmara dos Deputados
Próximo artigoÚltimos dias da 31ª Feira do Livro de Gravataí
Apresentador de rádio nas emissoras da Rede Pampa de Comunicação. @kleriton

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite um comentário!
Por favor informe seu nome